A filosofia tem utilidade? Questões.

 

Referências principais:

“Para que serve a filosofia?”

Artigo de Abraão Costa Andrade,

Revista Discutindo Filosofia n°1

“A filosofia tem que servir para algo?”

Artigo de Abraão Carvalho

 

Questões propostas:

1. De acordo com os três primeiros parágrafos do artigo “A filosofia tem que servir para algo?” responda:

O que significa atribuir valores às coisas?

2. Consulte o artigo “Para que serve a filosofia?”, ao trecho de nome “Cultura utilitária”, Revista Discutindo Filosofia Edição n°1, e responda:

O que significa indicar que nossa época, dita moderna, é marcada por uma “cultura utilitária”?

3. Leia a passagem de Aristóteles em sua “Metafísica” e em seguida procure responder a questão proposta:

“E à medida que mais e mais artes iam sendo descobertas, algumas ligadas às necessidades da vida e outras à recreação, os inventores destas últimas eram sempre considerados mais sábios que os daquelas, porque seus ramos de conhecimento não visavam a utilidade. Daí, quando todas as descobertas deste tipo haviam sido plenamente desenvolvidas, inventaram-se as ciências que não se relacionam nem ao prazer nem às necessidades da vida, e primeiro naqueles lugares onde os homens gozavam de tempo livre. Assim, as ciências matemáticas surgiram na região do Egito, porque ali a classe sacerdotal tinha tempo livre.”

Questão: Procure relacionar através de um movimento de diferenciação entre posições opostas, a noção de “cultura utilitária” e a visão de Aristóteles, levando em consideração a importância de um conhecimento e um saber não ligado às necessidades práticas da vida para um e outro.

4. Responda de acordo com o parágrafo 7 do texto “A filosofia tem que servir para algo?”:

Qual o sentido de “correspondência” entre os pares de relações entre os objetos do mundo material e sensível/ e pensamento; e a relação nome/coisa.

5. Leia a passagem seguinte e responda:

“Quando se pensa não se está agindo? E quando estamos entregues ao mundo das ações não estamos pensando?”

De acordo com a visão filosófica, agir é totalmente diferente de pensar!!? Justifique procurando explicar a relação circular e recíproca entre pensamento e prática.

6. De acordo com a linguagem filosófica qual o sentido da palavra problema?

 

7. Leia os últimos parágrafos do texto “A filosofia tem que servir para algo?”, que tratam sobre o filósofo Hegel, e responda:

A. Segundo Hegel: “O pensamento é um produto não menos que vida e atividade de se produzir a si próprio. (…) já que produzir é também um destruir”.[1] Qual o sentido desta atividade de se produzir a si próprio no percurso da história indicar também um destruir?

B. Segundo o filósofo Hegel, a filosofia aparece na história em que contexto?

8. A partir dos dois últimos parágrafos do texto “A filosofia tem que servir para algo” (www.criticaecriacaoembits.blogspot.com) e como leitura complementar o trecho de nome “Exercício de liberdade”, encontrado no artigo “Para que serve a filosofia?” Edição n°1, responda:

O que significa compreender a filosofia como “desconfiômetro”?


[1] b) O início na história da exigência filosófica (p. 416) – In: Introdução à história da filosofia, Capítulo B) Relação da filosofia com as outras partes do que se pode saber. F. Hegel. Tradução de Orlando Vitorino. Os pensadores. Círculo do Livro. Editora Nova Cultural. 1996.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s