Artigo 17: O flanêur benjaminiano e o homem da multidão de E. A. Poe

RESUMO

Nosso ponto de partida serão as reflexões do filósofo Walter Benjamin acerca da vida na cidade, a partir de seu ensaio “Sobre alguns temas em Baudelaire” e no trecho “O Flâneur”, do ensaio “A Paris do Segundo Império em Baudelaire”, na perspectiva de articular tais reflexões para promover um exercício interpretativo do conto de Edgar Allan Poe “O homem da multidão”.

Palavras-chave: E. A. Poe, Benjamin, Cidade, Vivência

Download Researchgate
Download Academia.Edu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s