ARTIGO 26: Do conceito de imaginação nas Investigações sobre o entendimento humano de David Hume

Resumo

Pretendemos com este breve artigo, precisar o conceito de imaginação na metafísica ou teoria do conhecimento de David Hume, sobretudo a partir de sua obra de 1748 Investigações acerca do entendimento humano (do original An Enquiry Concerning Human Understanding), principalmente a partir da seção II do livro, de nome Da origem das ideias (Of The Origen Of Ideas), e da seção III, de nome Da associação de ideias (Of The Association of Ideas). Nesta perspectiva, pretendemos indicar a posição das sensações e impressões como o lugar desde o qual, para o filósofo, as ideias e nestas a imaginação, têm o seu princípio ou origem. Como indicação para a investigação da problemática da imaginação David Hume nos oferece um valioso conceito, que se trata do princípio da associação de ideias, em sua perspectiva empirista, para somente a partir deste ponto, fundamentar sua teoria a respeito do estatuto da imaginação.

Palavras chave: Empirismo, imaginação, teoria do conhecimento, David Hume.

Download Researchgate

Download Academia.Edu

Anúncios

Artigo 7: Do atingimento e do rebatimento na perspectiva da filosofia tensa

tumblr_m653f7pwDm1qensp4o1_1280

Resumo

O breve texto procura, pelo caminho de uma crônica filosófica, demarcar algumas expressões chave como “atingimento”, “rebatimento”, em diálogo com filósofos como David Hume em sua teoria das ideias, e com algumas breves noções relacionadas ao prazer em relação à filosofia de Epicuro, a partir da compreensão da noção de atingimento como satisfação. Em uma linguagem, que abre mão do enrijecimento metodológico e formal da academia, optando pelo caminho de uma linguagem que beira a crônica, procura relacionar alguns pontos de diálogo com outro trabalho que demarca o uso da expressão “filosofia tensa”.

Palavras Chave: Satisfação, Atingimento, David Hume, Epicuro, Crônica Filosófica, Introdução à Filosofia

Download Researchgate
Download Academia.EDU

Artigo 6: Filosofia tensa, o conceito: fragmentos, aforismos, frases curtas, insight

Antigo Sistema de Escrita usado em Creta Século IV A.C.
Antigo Sistema de Escrita usado em Creta Século IV A.C.

Resumo

Este breve texto, procura precisar melhor os conceitos do que chamamos de “filosofia tensa”, uma nova linguagem que não perde de vista nosso vínculo com a história da filosofia. Em diálogo com pensadores como Hegel e Nietzsche a respeito dos pré-socráticos, procuramos, por uma espécie de crônica filosófica, recontextualizar a dinâmica de pensamento por meio de fragmentos, que é a forma de recepção para nós modernos dos antigos filósofos como Tales de Mileto e Heráclito de Éfeso.

Palavras Chave: História da Filosofia, Crônica Filosófica, Linguagem, Pré-socráticos

Download RESEARCHGATE
Download ACADEMIA.EDU

Artigo 4: Os Aspones, cultura política no Brasil e o Dr. Doutor de Nada

Os Aspones, série exibida na rede Globo de televisão em 2004, trata com humor ácido de nossas mais burocráticas estruturas institucionais, fundadas no privilégio do usufruir sem nada retribuir. Em nosso ensaio, nos aproximamos de autores como Kant, Sérgio Buarque e Bajonas Brito, no sentido de organizarmos uma leitura filosófica e histórica dos temas levantados na série.

Palavras Chave: Falar Mal dos Outros, Kant, inclinação para o mal, Bajonas, experiência brasileira

DOWNLOAD RESEARCHGATE
DOWNLOAD ACADEMIA.EDU
Lógica dos Fantasmas, livro, Bajonas Brito
Lógica dos Fantasmas, livro, Bajonas Brito

Artigo 3: : Ciência, natureza e sociedade a partir de Heidegger e Marcuse

O artigo trata das relações entre o conhecimento científico e a prática científica, tomando o caso da Monsanto, da Aracruz Celulose e a divisão técnica do trabalho como pontos de referência, tendo no pensamento de Heidegger e sobretudo de Marcuse nossas principais matizes teóricas.

Palavras Chave: Heidegger, Marcuse, Aracruz Celulose, Monsanto

Download Researchgate
Download Academia.EDU

Artigo 1: A Filosofia tem que servir para algo?

RESUMO

O breve artigo procura um diálogo com o texto do filósofo Abraão Costa Andrade de nome Para que serve a Filosofia? e procura demarcar a noção e sentido de filosofia como problema. Neste percurso recorre também a filósofos como Hegel, em passagens do filósofo ao livro Introdução à História da Filosofia, mais especificamente ao tópico O início na história da exigência filosófica, demarcando a esfera do pensar como um privilegiado exercício de autonomia. Bem como recorre a algumas breves noções de Kant em sua célebre obra Crítica da Razão Pura, mais precisamente em diálogo com trechos da Primeira parte da doutrina transcendental dos elementos – Estética transcendental.

Palavras chave: Introdução à filosofia, Utilidade da Filosofia, Hegel, Kant, Problema

Download RESEARCHGATE
Download ACADEMIA.EDU